Acusado de importunação sexual, ex-dirigente do Santos nega alegações

Ex-jogador e ex-dirigente do Santos, Paulo Roberto Falcão, enfrenta denúncia de importunação sexual realizada por uma recepcionista de um apart-hotel em Santos. Natália Batista da Silva, 26, cujo nome foi recentemente revelado, alega que Falcão a teria constrangido em duas oportunidades neste ano, em seu local de trabalho. Ela disse que desconhecia a fama de Falcão antes de ele se mudar para o prédio.

Durante uma entrevista ao programa “Domingo Espetacular”, da Record, Natália recebeu espaço para contar detalhes do crime do qual Falcão é acusado. De acordo com ela, as interações do ex-jogador com ela em nenhum momento transitaram de simples cumprimentos para uma conversa antes do suposto ato de importunação sexual. “Ele só falava ‘oi, boa tarde, bom dia’, somente isso. Até que um dia ele encostou as partes íntimas no meu braço”, relatou a acusadora.